Deputado Juscelino Filho cobra prioridade para o Nordeste em inclusões no Bolsa Família

Entre as medidas econômicas anunciadas pelo ministro Paulo Guedes, está o reforço de R$ 3,1 bilhões no Bolsa Família para atender mais 1 milhão de famílias

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) avaliou como positivas as medidas anunciadas na segunda-feira (16) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para amenizar os efeitos da crise do coronavírus. O objetivo é injetar até R$ 147,3 bilhões na economia, sendo que a maior parte dos recursos vem de remanejamentos, linhas de crédito e antecipações de gastos, ou seja, sem comprometer o espaço fiscal no Orçamento.

Entre as ações, o coordenador da bancada federal maranhense destacou o reforço de R$ 3,1 bilhões no orçamento do Bolsa Família para atender mais 1 milhão de famílias. “Vamos acompanhar essas inclusões no programa e cobrar que seja dada a devida prioridade ao Maranhão e aos outros estados do Nordeste. De acordo com as prefeituras, há muita demanda reprimida, ou seja, muitas famílias aptas aguardando para serem beneficiadas”, avisou Juscelino.

Na semana passada, o parlamentar do DEM chamou atenção para os cortes no Bolsa Família no Maranhão. Afirmou que, apesar da imprensa divulgar que foram 56 mil benefícios as menos em 2019, dados do próprio Ministério da Cidadania apontam redução de 130 mil, entre janeiro do ano passado e fevereiro de 2020. Ele também contestou que apenas 3% das novas adesões deste ano ocorreram no Nordeste, enquanto Sul e Sudeste concentraram 75% do total.

“Especialistas da área social no estado dizem que toda essa redução não se justifica. Assim como, segundo eles, também não há explicação para o baixíssimo número de novos benefícios, em razão do tamanho da fila de espera que existe. Por isso, os esclarecimentos do governo federal são urgentes”, cobrou Juscelino Filho.